Psicanálise, psicologia e florais

A psicanálise está lá para cuidar do desejo do sujeito, enquanto a psicologia está lá para que ele possa se entender melhor. Basicamente é isso. Em comum, os profissionais estão lá para “ouvir” as demandas dos seus pacientes e para ajudá-los a lidar com os sintomas apresentados, seja por técnicas ou abordagens diferentes.

Quando um desses profissionais prescreve florais, ele deixa de cumprir com seu papel de ouvir, portanto, de tratar. De quebra, esbarra em questões ético-profissionais complexas que irão custar seu registro profissional. Prescrever florais é proibido pelo CFP.

Seu sintoma diz sobre você, mas o profissional não pode fazer um conluio para não tratar o que você sente. Isso não é profissional, é negligência, imperícia e crime.

Agende sua consulta com quem vai te ouvir. Se for necessária intervenção psiquiátrica ele vai conversar e discutir isso com você.

*Foto de MART PRODUCTION no Pexels

Deixe seu comentário ou entre em contato comigo!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.