Psicólogo dá remédio?

Remédio para ansiedade, para depressão, para acalmar, para dormir… Essas perguntas surgem e ressurgem com certa frequência… Mas, se o profissional está lá para ouvir as pessoas em relação ao que as toca, faz sofrer ou que desencadeia esses sintomas como ansiedade, depressão e insônia, será que faz sentido medicar? Afinal, esses sintomas são, em grande maioria, desencadeadas por fatores psíquicos para os quais a psicoterapia e a psicanálise são sim eficazes.

“Apagar” um sintoma é retirar um aspecto importante do observável e tratável. Por exemplo, se a pessoa está demasiadamente triste (ou depressiva, como costuma-se dizer hoje), se houver cessão dessa tristeza, como é que a pessoa vai perceber o que a incomoda? E como vai trabalhar essa questão em sua vida? Ficará ela encurralada entre o remédio e a mesmice?

E aí, para encerrar: é preciso que o psicólogo ou o psicanalista dêem remédios? Algum já receitou algum remédio para você?

*Foto de Polina Tankilevitch no Pexels

Deixe seu comentário ou entre em contato comigo!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.