Qual o peso de um trauma? É possível esquecer?

O trauma é como uma marca que tende a vir à tona com certa frequência, podendo vir a se espaçar mas, que acaba reaparecendo mesmo que a pessoa esteja fazendo força para “esquecer” ou que isso já esteja “esquecido”.

O processo que insiste na lembrança do trauma envolve uma tentativa de reelaboração do ocorrido, algo que sozinho é mais difícil de sustentar, já que é natural a tentativa de “esquecer” novamente.

Esse mecanismo de defesa que envolve o esquecimento serve pra nos proteger de algo demasiadamente perturbador, mas… é algo que pode-se chamar de transitório, já que o “esquecido” volta à tona nas horas (e às vezes de formas) mais impróprias, seja por uma mísera fagulha que possa vir a remeter a ele (o que muitas vezes passa longe da obviedade).Quando na companhia do psicanalista (ou de outros profissionais), fica melhor (mas não quer dizer mais fácil) sustentar essa lembrança, trabalhar significados, reencontrar os afetos “perdidos” e, enfim, reelaborar o que aconteceu. Ou seja, é um trabalho de “por a casa em ordem”.

Como cada pessoa tem um percurso de vida singular, em relação aos traumas, cada uma também o terá. O esquecimento, tão almejado por alguns, costuma dividir espaço com os repentes retornos do que aconteceu ou, com sintomas relacionados ao trauma mas, sem que a pessoa perceba a associação com eles, como algo tomado como “desconexo”. Assim, tentar o “esquecimento” será uma solução ou será padecer no mesmo?

*Foto de Engin Akyurt no Pexels

Deixe seu comentário ou entre em contato comigo!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.